tubarao willie barranquilla cagadinha wireless blog merda coco banheiro O tubarão Willie é aquele mascote fanfarrão do Junior Barranquilla, time de futebol da Colômbia, que pisoteou, carcou e fez inúmeras estripulias com a camisa do rival Cúcuta (lembra?). Acontece que Willie já é famoso pelo seu comportamento, digamos, exaltado…

Apesar do meu desejo intrínseco de espancar um mascote desses um dia (nada contra mascotes, mas deve ser engraçado encher um Teletubie de porrada!), virei fã do Willie! Eis o porquê…

Sim! Ele é muito mais fanfarrão do que imaginávamos! Ele estronda as cheerleaders, carca as mascotes dos adversários e as bonecas publicitárias e ainda dá beijinho nas torcedoras!

Willie deu outro sentido aos mascotes do mundo!

Anúncios

Em blogs normais a gente vê notícias de jogadores que são suspensos, com fotos ou vídeos de suas jogadas desleais, os blogueiros debatem se foi na maldade ou não, os internautas comentam que foi justo, que foi injusto, que a pena foi branda, foi rigorosa, etc.

Como o Cagadinha Wireless não é um blog normal, vamos falar de uma suspensão anormal.

Era a quarta rodada do quadrangular final do Campeonato Colombiano, Júnior Barranquilla x Deportivo Cúcuta.

O time da casa era o Barranquilla, que tem um mascote tubarão, o Willie, que anima a torcida.

Willie passou dos limites. Ele arranjou uma camisa do Cúcuta e começou a chutá-la, devorá-la, pisar em cima dela, esfregá-la no pênis, enfim, achincalhou legal a camisa do adversário…

Até rolou um pedido de desculpas do simpático(?) tubarão, mas não adiantou: a Federação Colombiana de Futebol emplacou uma suspensãozinha básica no mascote, que será desfalque da equipe na fase final da competição. Atos inconsequentes como esse de Willie deveriam acarretar em represálias da própria equipe, afinal, prejudicou o Angry Kid Cagadinha Wireless Blog engraçadoBarranquilla como um todo. A equipe não será a mesma sem ele animando a torcida. Os torcedores ficarão apáticos, tristes, as crianças irão chorar, milhares nem irão ao estádio – “ah, sem o Willie eu não vou” – enfim, olha o quão comprometedora foi essa atitude impensada do tuba.

Vai a dica: se um dia você for mascote de algum time, não esfregue camisas adversárias na genitália (pra vida essa).