Guia: Cagando no frio

julho 23, 2009

Cagadinha wireless guia cagando no frio Vaso geladoVamos lá, você está feliz e sorridente na frente do seu computador conversando com seus amiguinhos no Messenger e lendo o último post do Cagadinhawireless, está frio pra caralho cachorro e para se proteger dele você está enrolado num cobertor, vestindo três calças, moletons, blusa de lã, uma jaqueta, luvas, uma touca e um cachecol tão comprido que você já deu oito voltas ao redor do pescoço e ele ainda está arrastando no chão, e então começa a tocar aquela sua música preferida. Que maravilha! A espinha chega a arrepiar de felicidade, tudo está bom demais! Porém como um indesejado Testemunha de Jeová que bate à porta no domingo de manhã para atrapalhar seu sono feliz, uma puta vontade de fazer cocô aparece para tirar o sorriso do seu rosto.

E agora? Se você já tinha preguiça de baixar um bermudão durante o verão para dar aquela trambolhada suada e fedorenta, imagine ter que tirar todas aquelas roupas e ainda passar frio durante o ato. E galopante como os cocôs migrantes do fiel escudeiro do Rei Arthur, um pensamento subitamente lembra-te da pior parte de cagar no inverno: a MALDITA PRIVADA GELADA . Uhhh, que terror. Só de pensar em enconstar sua pele lisinha e protegida na louça fria do banheiro você considera que a morte não é algo tão ruim.

“Céus, o que fazer agora? Devo segurar a merda até o verão?”

Calma amigo, é para ajudar pessoas desesperadas e imbecis como você que existem as pessoas com muito tempo livre como eu. Sendo assim, dar-lhes-ei algumas soluções práticas que podem ser feitas sem muito esforço mas têm um ótimo resultado.

Solução Hum – Aproveitando-se das desvantagens femininas:

Ok, a vontade já veio e você não pode segurar o inquilino por muito tempo. Não se desespere, ainda há salvação, aja com calma e tudo dará certo. Considere os fatos: onde estão as mulheres da casa? Sua mãe, sua irmã e até a empregada velha deve ser levada em conta nesse momento.

“Tá, mas o que as mulheres têm a ver com a porra do meu intestino?”

Lembra a parte que eu te chamei de imbecil? Então, fica quieto aí e presta atenção: diferente de nós homens que precisamos sentar no vaso para cagar no máximo uma vez ao dia, as coitadas das mulheres precisam sentir a frieza sanitária várias vezes ao dia para urinar. Começou a entender, né? Agora é simples, prenda a maravilha até que uma delas tenha de ir mijar. Assim que isso acontecer, corra para o vaso e aproveite a delícia que é o calor humano deixado pela bunda da sua irmã. Pode ser meio nojento, mas funciona se você for rápido e discreto o bastante.

Solução Dois – O Pensador de Rodinopensador de rodin cagadinha wireless blog

Um pouco mais torturante do que a primeira, o método “O Pensador de Rodin ” necessita de muito auto-controle e paciência por parte do cagão. Funciona da seguinte maneira, assim que sentir a primeira pontinha de vontade, corra para o banheiro e sente-se no vaso sem tirar nenhuma roupa. Agora faça a posição do Pensador e permaneça assim por 10 minutos. Essa é a parte difícil, a merda pode achar que você já está despido e tentar sair por conta, mas mostre quem é que manda e concentre-se no seu objetivo como um bom mestre budista. Passado o tempo, você estará livre para arriar as calças e aconchegar-se num vaso quentinho.

Solução Três – Serviço Completo

Essa é mais tranquila e prática. Quando sentir vontade de cagar, vá tomar banho. Não, idiota, não é para cagar no box e empurrar ao ralo. A idéia é ligar é chuveiro bem quente e fazer uma puta fumaceira no banheiro. Depois, como bônus, pegue a água quente e espalhe na tampa do vaso. Quente e aconchegante, mas muito dispendioso e vai contra a natureza. Não recomendo.

Solução Quatro – Não Me Toque

Muito simples também, consiste em basicamente cagar como uma pomba (com o cu voando). Fique erguido o suficiente para não encostar-se na privada, mas perto o suficiente para acertar o alvo. Só o faça se tiver plena confiança de seu equilíbrio e coordenação motora, já ouvi relatos de pessoas que escorregaram um pé no tapete e ficaram na merda, literalmente.

Solução Cinco – Não é Feitiçaria, É Tecnologia

Se você não tiver saco de ficar segurando a merda muito tempo, convencer a mãe a mijar, ficar numa posição ridícula e correr o risco de morrer, temos um aparelho que fará todo o trabalho sujo para você. É um aparelho elétrico muito moderno e útil chamado secador de cabelo. Compre o seu nas melhores lojas do ramo e depois seja feliz usando o secador no assento da privada antes de sentar (ou roube da sua irmã que nunca vai mijar nas horas certas).

Pronto, você já está qualificado para cagar sem congelar a bunda. Apenas lembre-se de não confundir o cachecol com o papel-higiênico e, principalmente, de tirar a luva antes de limpar-se. Depois é só aproveitar o maravilhoso momento e tomar cuidado para não se molhar quando fizer o serviço, mas aí é outra história.

Texto de Gilson Wingist para o CW

Anúncios

Tem pessoas que realmente não tem um pingo sequer de respeito. Não respeitam nem o momento sagrado da cagada

Depois de ver esse vídeo, fiquei imaginando, eu, postando um cagadinha wireless e ver essa cambada na saída. Se bem que na minha singela opinião, os incomodados seriam eles. Nariz nenhum resiste a essa fragrância de Tietê.

E esse choque na bunda. É pra acabar com a inspiração de qualquer postador, só de imaginar.

Ainda assim, venho com a campanha: “Pegadinhas na hora da cagada, NÃO!” Atrapalhem a refeição à vontade, a hora do sono, mas preservem o mais sagrado dos momento de fora. Nós, cagadores, agradecemos.

Que bela merda!

O novo sucesso da internet. Faz aproximadamente um mês que esse garoto é a sensação da web brasileira.

Dispensa maiores comentários. Bela oportunidade de vocês darem uma cagadinha wireless dando risada. Ou pelo menos balançando a cabeça e dizendo “pããtz”…

O conteúdo deste post foi uma surpresa! Trata-se de uma entrevista com Serginho Mallandro no antigo programa do Jô Soares, ainda no SBT, na qual o mestre conta como foi a sua estréia na televisão…

É longo, mas vale uma cagada!